Cupcake de brownie com cobertura de creme de amendoim
Tá aí uma coisa gostosa, brownie. O sabor do chocolate, o crocante das castanhas, aquele bolinho cremoso… hum… que delícia!

Faz um tempinho que vi essa receita no Fofurices e hoje testei.

Fiz com chocolate ao leite porque é o que eu tinha em casa e como castanha usei amendoim, pois queria cobri-lo com pasta de amendoim.

image

Eu achei a massa bem líquida, diferente da textura mais cremosa que costumam ter as receitas de cupcake. Normalmente eu coloco nas forminhas com auxílio de uma colher de sopa, dessa vez não deu, precisei usar uma concha mesmo. O rendimento foi de 14 cupcakes.

Para o amendoim fiz o seguinte. Comprei um pacote da castanha crua e torrei no forno, até começar a estralar. Esperei esfriar e tirei a casquinha, é bem simples. Separei a meia xícara pedida na receita, para colocar na massa e peguei um outro tanto, coloquei no processador, para fazer essa farofinha com a qual cobri o cupcake.

Faço um alerta para a temperatura do forno, a massa é bem delicada e pode assar/queimar muito rápido. Aqui em casa ele acabou não ficando tão molhadinho por dentro, não pode bobiar! Mas mesmo assim, ele fez o maior sucesso!

Em 05/03/2013 às 6:52pm | Reblog | #receita | #cupcakes | #doces | #sobremesas
Dica de livro: Deve ter sido alguma coisa que eu comi
Ai gente, vocês me desculpam? Tenho tentado postar todos os sábados, mas semana passado foi daquelas. Como já disse uma vez por aqui, sou pós-graduanda, esse ano comecei o doutorado e, por conta disso, estou cheia de créditos para cumprir, o que tem me deixado sem tempo de cozinhar e escrever.

Como estou sem uma receitinha gostosa para postar aqui, vou aproveitar e deixar uma dica de livro bem legal. Eu o ganhei no dia dos namorados do ano passado e só agora estou chegando na metade.

O título é: “Deve ter sido alguma coisa que eu comi: a volta do homem que comeu de tudo" (Jeffrey Steingarten, Cia das Letras: 2004, 544p). O autor é um ex-advogado que, apaixonado pela cozinha, abandona a carreira e torna-se um crítico gastronômico. Cada capítulo é um artigo, os quais abordam os mais variados temas, como a origem dos alimentos e receitas, tipos de alergias alimentares, comidas de diferentes países.

image

A leitura é bem leve e divertida e porque não dizer, informativa! Estou na metade do livro e apenas um capítulo não me chamou a atenção.

Para quem gosta de cozinhar e saber histórias, lendas e causos desse universo, este livro é mais do que indicado!

Em 02/03/2013 às 7:35pm | Reblog | 1 notes | #Dica | #Livro
Bolo de chocolate com mousse de cupuaçu
Essa semana foi aniversário do meu namorado e é uma data muito emblemática para mim. Há uns anos atrás, o aniversário dele caiu em uma segunda-feira e eu não estava encontrando nenhuma rotisserie que abrisse na data, estava cansada dos bolos de padaria com recheio de puro chantilly e foi então que fiz meu primeiro bolo recheado e fui me aproximando mais da cozinha.

Depois disso, sempre faço os bolos dele, atendendo a pedidos! E sim, esse ano o pedido foi meio inusitado. Moro em São Paulo e por aqui cupuaçu é uma fruta nada comum, mas ele gosta dessas consideradas exóticas.

Lá fui eu então procurar uma receita de bolo com recheio de cupuaçu e não encontrei! As que encontrei foram de bolos cobertos com calda de cupuaçu e eu queria rechear o bolo com um creme ou mousse que levasse a fruta.

Não perdi as esperanças e encontrei a receita de uma torta mousse no site da Nestlé Profissional, que traz receitas para confeitarias utilizando a linha profissional da marca, como o nome diz.

Faltava uma massa, queria uma de chocolate bem leve, já que o recheio seria de mousse. Então busquei por “bolo mousse de chocolate” e acabei optando pela do Edu Guedes. Já testei outras receitas dele, elas são super práticas e ficam bem gostosas.

Receitas selecionadas, “bora” para a confecção do bolo. Para a massa, eu segui exatamente as instruções da receita. Já para o mousse, eu usei metade das quantidades sugeridas, uma vez que no site era referido que uma receita inteira poderia rechear seis tortas, achei que seria meio exagero.

Deu tudo certinho, só faço duas pontuações:

Sempre que for utilizar mousse em recheios de bolo, deixe um pouco na geladeira antes de colocar na massa, assim ele ganha um pouco de consistência e evita que o recheio vaze pelas laterais;

Se possível, compre um aro com um ou dois centímetros a menos do que a forma que você utilizou para assar a massa. Depois de fria ela tende a encolher um pouco e o recheio acaba “fugindo”!. Como eu não tinha um aro (sempre esqueço de medir a assadeira) eu forrei a mesma assadeira que utilizei para assar o bolo com filme plástico, ele ajuda a segurar um pouco o recheio, mas não é assim tão perfeito o resultado.

Olha uma fatia do bolo aí:

image

Depois eu fiquei achando que ficou pouco recheio e poderia ter feito a receita toda de mousse, mas o sabor do cupuaçu é bem acentuado, talvez se eu tivesse colocado mais recheio, o bolo poderia ter ficado enjoativo.

Esse ano quis inovar no bolo e o cobri com pasta americana. Confesso que não fiquei muito feliz com o resultado, mas depois, pensando melhor, foi o primeiro bolo que cobri com a pasta, sendo assim, não ficou tão ruim. Como ele é palmeirense, fiz um “bolo para presente” com fitas verdes.Para que a pasta ficasse bem firme sobre o bolo eu fiz uma ganache de chocolate ao leite (100g de chocolate/100g de creme de leite) e espalhei sobre o bolo. Para colar as fitas e as bolinhas prateadas, apenas umedeci a pasta branca com um pouco de água filtrada

image

Não achei assim impossível fazer não, mas acho que o trabalho requer prática. Por exemplo, eu não consegui deixar o laço em pé, como queria, pois não pensei em um suporte para deixar a pasta secando até poder aplicar no bolo, então ele ficou assim deitadinho e meio desengonçado.. hehe…

Para finalizar, eu fiz essas pintanguinhas de chantilly verde na volta debaixo do bolo com o bico 1M da Wilton e mais algumas sobre a bolinha do laço.

Mas e aí, acham que deu para quebrar o galho!?

Em 16/02/2013 às 4:49pm | Reblog | 3 notes | #Bolo | #Pasta americana | #Doces | #Receita | #Dicas
Cupcake de churros

Eu amo churros, sabe, bem quentinho, recheado com doce de leite! Huuum.. que delícia! Mas ao mesmo tempo, tenho tido um pouco de receio de comprar, uma vez que, na maioria das barraquinhas, eles não são mais fritos na hora, passam o dia em uma bandeja, debaixo do sol quente. Então, para evitar problemas,não tenho comprado, embora passe vontade.


Por conta disso, fiquei extremamente feliz quando encontrei essa receita no Fofurices! Já faz um tempinho que queria testá-la, mas estava sem doce de leite. Eu gosto de usar o Itambé e está difícil de encontrá-lo aqui em São Paulo, não é qualquer mercado que vende. Aproveitei que fui na Chocolandia e comprei um grandão!


Vamos a receita então. Como em todas as outras, a Sam explica muito bem o passo-a-passo, o que facilita muito e faz com o resultado seja ótimo. A massa fica bem leve, perfumada por conta da canela (não tenha medo de achar que vai muito, fica ótimo) e faz domos fofinhos. Contudo, tenho duas ressalvas:
- primeira, o rendimento, no post ela diz que rendem 18, aqui em casa foram 30;
- segunda: o domo baixou depois que retirei do forno, não sei se posso ter medido a farinha errado, se deixei em corrente de vento.. enfim baixou, mas não embatumou. Não alterou em nada o sabor.

image


Para rechear, eu não tirei o miolinho não. Usei uma técnica que vi essa semana na tv. Com uma faquinha pequena, corte um “x” no topo do cupcake, sem chegar ao fundo ou as laterais, para que ele não rache ao colocar o recheio, que deve ser posto com o auxílio de um bico de confeiteiro. Acho que para receitas em que o recheio e a cobertura são do mesmo sabor, funciona muito bem.

image
Como o rendimento foi grande, recheei alguns cupcakes com Nutella, mas com doce de leite ficou campeão!


Testem por aí também, tenho certeza que vão adorar!

Em 12/02/2013 às 12:46pm | Reblog | 5 notes | #Cupcakes | #Doces | #Dicas | #Sobremesas
Corn Dogs

Há um tempo atrás eu costumava assistir um programa chamado “Man vs Food”, no Brasil passa no Fox Life, mas não sei mais o horário. Nele, o apresentador vai em diversas cidades mostrando seus restaurantes mais famosos, mas não os restaurantes mais chiques, mas sim os mais junkie food.


Em uma das edições ele apresentou os corns dogs, eu fiquei morrendo de vontade, mas não fazia ideia de como eram preparados e eu confesso que tenho medo de pegar receitas em sites internacionais, pois os ingredientes de fora do país costumam ser meio diferentes.


Eis que semana passada eu fui surpreendida por essa receita no Cupcakeando.


Nesse último final de semana foi o Superbowl, final do campeonato de futebol americano (sim, eu assisto e torço muito). Então aproveitei a ocasião para fazer uma “american night” com direito a corn dogs. Uhu!!


Segui a receita de acordo com as instruções do site e ficou ótimo. A massa é levemente adocicada. Utilizei farinha de milho amarela, ela é meio flocada, então com as mãos mesmo, eu esfarelei um pouco para não ficar pedacinhos na massa. O sabor do milho é acentuado… huuum.. fico com água na boca só de lembrar.


A única coisa que não deu muito certo foi que os corn dogs ficaram meio cabeçudos e gordinhos. Perdeu um pouco o formato da salsicha. Pensei em duas possibilidades: coloquei muita massa e o óleo não estava assim tão quente. Então atenção, óleo bem quente na hora da fritura! O rendimento foi de 12 unidades.


Servi com Budwieser, molho barbecue, mostarda e catchup. Tinha também Doritos e molho de cheddar. Tudo compondo o clima americano da noite.

image


O que acharam?

Em 05/02/2013 às 8:00am | Reblog | 3 notes | #Salgados | #Receitas
Peito de frango com creme de ricota
Como eu já comentei no post anterior, sim estou de regime, ou pelo menos tentando manter a dieta. Mas, não é porque estamos de dieta que a comida não tem que ser gostosa. Muito pelo contrário, acho que quando estamos fazendo uma comida light, ela precisa ser recheada de temperos diferentes para que não fique difícil manter a alimentação saudável.

Nessas minhas buscas por novos ingredientes da linha light, eu conhecei o creme de ricota, vocês já viram no mercado? Não é difícil de encontrar, mas eu nunca tinha reparado nele até minha mãe comprar e me mostrar. É um creme bem gostosinho, com a consistência semelhante a de um requeijão e substitui muito bem o creme de leite em diversas receitas, com menos gordura e, consequentemente, calorias.

image

Esse do lado do creme de ricota é um tempero que acredito que é menos conhecido, mas ajuda muito a dar sabor nos alimentos. É um molho de pimenta com tahine, um molho feito a base de grão de bico tipicamente árabe. Se você tem problemas com pimenta, existe a versão sem, só o tahine, também é bastante gostoso. Você pode encontrá-lo na parte em que ficam os molhos no mercado, junto com molho de pimenta, inglês…Essa semana estava aqui pensando em como iria inovar no tradicional peito de frango e tive essa ideia de utilizar o creme de ricota para condimentá-lo de forma diferente e o resultado foi mais que aprovado.

Dessa vez a receita eu mesma que fui criando, então lá vai:

Ingredientes:

Dois peitos de frango, sem pele, cortados em cubos

2 colheres (chá) de mel

Pimentine (molho de tahine com pimenta) à gosto

Pimenta do reino à gosto

Sal à gosto

Salsa à gostoSuco de meio limão

Cebola picada grosseiramente, à gosto

Alho à gosto

Azeite

Duas colheres (sopa) de creme de ricota

Preparo:

Coloque os cubinhos de frango em um recipiente e acrescente os temperos: mel, pimentine, pimenta do reino, sal, salsa, suco de limão, cebola, alho e o azeite. Misture bem e deixe descansar pelo menos por meia hora para que o frango pegue bem o gosto de todos os condimentos.Aqueça uma panela e coloque o frango com o tempero, sem acrescentar óleo, o azeite colocado para temperar é suficiente, mas é melhor usar uma panela com antiaderente para não correr o risco de grudar tudo. Feito isso, deixe fritar um pouco, até que comece a soltar água. Acrescente água fervente o suficiente para cobrir os pedaços de frango, isso vai garantir uma carne mais macia. Pode deixar em fogo alto até que a água seque, quando isso acontecer, mexa os pedaços de frango para não queimarem e espere que eles fiquem dourados. Por fim, acrescente o creme de ricota e está pronto!

image

Eu achei que ficou meio grossinho, mas muito bom. Se quiser um molho menos denso, pode acrescentar a quantidade desejada de leite desnatado ou iogurte light.

Para acompanhar, fez uma salada verde com grão de bico que gosto de temperar eu gosto de usar o molho pronto da Liza, o balsâmico. Cuidado que ele tem um pouco de sódio além da conta, mas essa é a marca de molho pronto para saladas que tem menos gordura, entre os que eu procurei.

O que acharam dessa opção?

Beijos :)

Em 02/02/2013 às 12:24pm | Reblog | 1 notes | #Receita | #Salgado | #Light | #Dica

O Tumblr mais gostoso que já vi! :)

Obrigada!

Em 29/01/2013 às 9:19am | Reblog
Dica: banana com canela

Passado o final do ano, o começo do ano com as sobras irresistíveis é hora de voltar para a vida dura e ela, que sempre me aflige, a dieta.

Não sei se já comentei aqui no blog, mas no último exame de sangue que eu fiz deu um aumento nos triglicerídeos. Eu quase pirei, mesmo o aumento não sendo assim tão grande.

Por causa disso, fui na nutricionista e emagreci 5kg em menos de dois meses, mas aí veio o Natal e bagunçou um pouco minha dieta, para qual estou voltando. A dieta em si não é ruim não, posso comer muita coisa, várias vezes ao dia, o problema maior é que só posso comer doce uma vez por semana. Eu ADORO doce, o que fazer para resistir a tentação!? Minha sobremesa só pode ser uma gelatina diet! Snif!

O que tem me ajudado muito são as frutas e iogurte desnatado com granola, mas uma coisa bem legal que aprendi foi a banana com canela.

Eu vi essa dica na TV, uma nutricionista estava falando exatamente sobre isso, como resistir a vontade de comer doce. O negócio é o seguinte: você pega uma banana (eu prefiro as mais maduras, pois são mais doces), amassa, coloca canela em pó a gosto e pode colocar adoçante. Eu acho que qualquer adoçante deixa um gosto residual, por isso escolho as bananas mais maduras, não acrescento açúcar nem adoçante.

Feito isso, coloque a banana no microondas por um minuto, mais ou menos, ela fica mais molinha, parecendo uma bananada. Quando eu retiro do microondas coloco aveia ou, às vezes, coloco nozes picadas (posso comer quatro por dia) para dar um pouco mais de sabor e crocância.

É uma dica simples mas que tem me ajudado bastante nessa ânsia pelos doces.

Mais alguém por aí apaixonado por doces mas tentando entrar em forma?

Beijos :)

Em 29/01/2013 às 8:00am | Reblog | 1 notes | #Dica | #Dieta | #Doces
Bolo de chocolate

Essa receita eu já fiz mais de uma vez. Ela é um pouco diferente dos tradicionais bolos de chocolate, fica parecendo um brownie. Ela foi ensinada no programa “A Confeitaria" ainda na primeira temporada, pelo chef Diego Louzano, que aliás faz delícias com chocolate.

O modo de preparo é bem simples, não exige prática nem habilidade, só é preciso tomar cuidado na hora de derreter o chocolate para que ele não queime. Eu usei chocolate meio amargo, não sou muito fã dos chocolates amargos, gosto de um docinho. 

Depois de tirar do forno, esperei esfriar e cortei os quadradinhos na assadeira mesmo, ele gruda um pouco, uma espatula ajuda bastante na hora de tirar os pedaços. Depois fiz um leque de morango, “colei” a fruta no bolo com um pouco de chantilly e polvilhei açúcar de confeiteiro. 

A textura fica bastante semelhante com a de um brownie, sem as castanhas, fica bem úmido por dentro e com uma casquinha crocante por cima.

Uma outra vez que eu fiz essa receita, assei em uma forma redonda e desenformei o bolo todo, cobrindo com creme de leite fresco batido antes do ponto de chantilly e granola. Esse bolo foi especial, pois eu tenho um coelhinho chamado Chocolate e fizemos esse para comemorar seu primeiro aniversário. Na foto dá para ver bem a textura da massa.

E esse era o aniversariante!

Alguém mais tem bichinho de estimação?

Em 26/01/2013 às 8:00am | Reblog | 2 notes | #bolos | #doces | #receitas | #chocolate
Cupcake de cocada

E lá venho eu com mais um dica do Fofurices! Mas ele é tão fofo mesmo, como resistir!?

Semana passada eu ia receber uns amigos muito queridos aqui em casa, vieram passar uns dias em São Paulo e aproveitaram para das uma passadinha daqui. Viajar com cupcakes é algo complicado, então aproveitei a visita para eles poderem experimentar e dar seus palpites sobre minha nova empreitada culinária.

Queria escolher uma receita diferente das que já fiz, mais elaborara, então arrisquei no cupcake de cocada. Seguindo os passos da receita, ela não é complicada de fazer não. Fica uma massa bem leve e perfumada, por conta do leite de coco. Assa por igual e fica bem fofinha (sim eu não resisti e comi um antes de colocar a cobertura). Fora a caldinha usada para umedecer… hum….

Meu maior desafio mesmo foi fazer a cocada! Sim, tive algumas dificuldades. 

Primeiro, a Sam diz para fazermos em uma panela de fundo grosso e eu usei uma normal. Mesmo com o fogo bem baixo a cocada começou a caramelizar e ficar sabor “coco queimado”, ela não ficou branquinha. Como fiquei com medo de ficar com o gosto muito forte, tirei do fogo e acho que deveria ter ficado um pouco mais para acertar o ponto.

Em seguida, quando começa a etapa da força também acho que mexi menos do que deveria, fiquei com medo da cocada ficar muito firme e eu não conseguir espalhar no topo do cupcake. Quando coloquei, ela ainda estava meio molinha e acabou escorrendo para os lados, sujando as forminhas. Deixei sobre a grade de resfriamento e depois de um tempo a cocada secou um pouco e as forminhas ficaram menos melequentas.

Mesmo assim, com meus deslizes, o cupcake ficou uma delícia! Acredito que é um dos mais gostosos que já fiz! Mas eu tenho um problema, quero colocar confeitos em tudo, por isso o do meio tem alguns corações de açúcar, só que não ficou muito bom, melhor deixar o coco fazer a decoração mesmo.

No final, esses cupcakes foram o prato principal da mesa de lanche da tarde!

Em 22/01/2013 às 7:00am | Reblog | 2 notes | #cupcakes | #doces | #receitas | #sobremesas